Muita gente associa Santa Catarina apenas com belas praias, mas o estado vai muito além do litoral.

A Serra Catarinense tem muitos lugares incríveis, com direito a cânions, aventura, turismo rural, enoturismo e natureza em abundância por todos os lados.

A região é conhecida por atingir, no inverno, as temperaturas mais baixas do Brasil e, se você quiser ver neve no país, lá pode ser o lugar mais provável para isso.

Eu estive três vezes na região e amei tanto que eu fiz esse post com dicas do que ver e fazer por lá.

Serra do Rio do Rastro

Essa é uma das principais estradas que dá acesso a Uribici e outras cidades da Serra Catarinense, como São Joaquim, Bom Retiro, Bom Jardim da Serra, entre outras.

A estrada é bastante sinuosa (uma pequena versão da Cordilheira dos Andes), então é uma viagem que exige muita atenção. Ela tem alguns pontos com recuos para encostar o carro e curtir a paisagem.

Mirante da Serra do Rio do Rastro

Lá no topo da estrada tem um mirante com estacionamento para quem quiser curtir a paisagem. A vista lá de cima é sensacional!

Parque Nacional São Joaquim: Pedra Furada e Morro da Igreja

Essa vista é um dos principais cartões postais da região!

Para vocês entenderem, nessa foto eu estou no Morro da Igreja, em um mirante que é possível acessar de carro, olhando para a Pedra Furada, a 1.822m de altitude. Tanto o mirante quanto essa vista ficam localizados dentro do Parque Nacional São Joaquim.

A área desse parque abrange o limite de diferentes municípios, como Urubici, Bom Jardim da Serra, Grão Pará e Lauro Muller (esses últimos três localizados na parte baixa da Serra do Mar).

Importante:

  • A entrada é gratuita, mas é indispensável retirar uma autorização  prévia no centro da cidade de Urubici. Endereço: Av. Pedro Bernardo Warmling, 1542 – Bairro Esquina, Urubici. O horário de atendimento é entre 8h e 12h e das 14h às 16h30. Esse horário está sujeito a mudanças e é importante consultar pelo número (49) 3278-4994 ou pelo site do ICMBio (Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade).
  • A estrada interna do Parque Nacional São Joaquim, que dá acesso ao mirante, está em obras. Eles ficaram um tempo com as visitas suspensas e é importante consultar o telefone ou o site acima antes de programar uma visita.
  • Não é preciso fazer trilha para ter essa vista das fotos acima. Depois de estacionar o carro são poucos passos até o mirante.

Morro do Campestre

O Morro do Campestre fica localizado na Fazenda Morro da Cruz, em uma propriedade particular.

Eles cobram a entrada e, pelo que eu vi, o valor varia um pouco nos feriados e outros dias. Eu fui no carnaval de 2019 e paguei a taxa de R$ 5 (valor por veículo).

Da base da fazenda até o lugar onde você estaciona o carro (que é na parte mais alta) você pega uma estradinha que é 95% cimentada. Eles estavam em obras, então talvez já tenham concluído nesses últimos meses.

Do estacionamento até essa pedra furada (que muita gente confunde com aquela outra ali de cima) é preciso pegar uma pequena trilha de aproximadamente 1km. Mesmo sendo uma subida, não é puxado. Recomendo ir de tênis para não escorregar nas pedras.

Dica: vá no Morro do Campestre um pouco antes do pôr do sol. A vista lá de cima é maravilhosa!

Serra do Corvo Branco e formação rochosa de mais de 160 milhões de anos

Mais uma paisagem impressionante da região!

Esses dois paredões de pedra têm cerca de 90m de altura e cortam a estrada que dá acesso a Serra do Corvo Branco, uma estrada com curvas fechadas não indicadas para veículos de grande porte, mas a verdade é que eu não aconselharia ninguém a pegar essa estrada. Inclusive essa estrada fica interditada frequentemente em função de desmoronamento, ou seja, tem que ficar de olho.

A minha dica é ir até lá por Urubici e depois voltar pelo menos caminho, apenas para visitar esse ponto.

Dizem que a formação rochosa dessa região tem mais de 160 milhões de anos e, além disso, esse paredão é considerado o maior corte em rocha arenítica do Brasil.

Serra do Corvo Branco

Pedra da Águia

Dizem que o contorno dessa pedra se assemelha ao desenho de uma águia com as asas abertas. Alguém aí conseguiu ver?

A Pedra da Águia fica a 30km do centro da cidade de Urubici.

Colha e Pague

A Serra Catarinense tem muitos pomares. Ela é famosa pela produção de maçã, pêssego, ameixa, tomatinho cereja e, para a minha surpresa, por frutas vermelhas e physalis.

Perto da Pedra da Água tem o Fruta Fina Orgânicos, que produz e distribuem cinco variedades de frutas para 10 estados brasileiros.

Durante a época de colheita de cada uma delas acaba rolando um “colha e pague”. As frutas são: amora, mirtilo, morango, physalis e framboesa – que foi a que eu colhi. Foi uma experiêcia muito legal! Eu amei!

Você pode comprar a fruta fresca ou, se preferir, congelada – que é como eles distribuem para os outros estados.

Além das frutas, eles produzem também alguns produtos para venda local, como cervejas, geleias e molhos.

A Fruta Fina fica no Quintal do Canoas, Alto Vale do Rio Canoas. Isso fica para os lados da Serra do Corvo Branco, em Urubici.

Mais informações aqui.

Curtir as diferentes paisagens

A região de Urubici, assim como toda a Serra Catarinense, tem natureza em abundância, com paisagens lindas por todos os lados.

Tem pomares, animais, araucárias e muito verde!

Mirante de Urubici

Urubici tem um mirante um pouquinho antes de chegar no centro da cidade, na estrada que vem pelo sul. A vista é legal, mas nada comparada com a do Morro do Campestre.

Visitar vinícolas da região

Até onde eu sei, em Urubici não tem vinícolas, mas visitei algumas bem próximas e indico demais esse passeio!

As vinícolas da região da Serra Catarinense tem o “selo” de indicação geográfica Vinhos de Altitude e estão todas localizadas entre 900m a 1400m acima do nível do mar.

No carnaval de 2019 eu visitei três vinícolas:

  • Villa Francioni: em São Joaquim, a uns 60km de Urubici. A Villa Francioni é a maior e mais conhecida de Santa Catarina.

  •  Leone di Venezia: também em São Joaquim, a uns 9km da Villa Francioni. Eu fui na época das lavandas, o que deixou a vinícola ainda mais linda!

  • Thera: Fica localizada em Bom Retiro, a quase 40km de Urubici. A vinícola é incrível, assim como todo o complexo (restaurante, pousada, estrutura, wine bar…).

Outros passeios

Acrescentei também alguns outros lugares que estão na minha lista, mas acabei não tendo tempo de ir:

  • Cachoeira Véu da Noiva
  • Cascata do Avencal
  • Canion Espraiado

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.

You may use these <abbr title="HyperText Markup Language">html</abbr> tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*