Garibaldi | Hotel Casacurta

Pra saber (quase tudo) sobre o Vale dos Vinhedos, na Serra Gaúcha, é só clicar aqui.

Semana passada eu estive no Vale dos Vinhedos com as minhas amigas e ficamos hospedadas em Garibaldi, cidade da serra gaúcha que faz parte do Vale, junto com Bento Gonçalves e Monte Belo do Sul.

Eu nunca tinha ido para Garibaldi e fiquei bem surpresa! A cidade, que é considerada a capital do espumante, é uma graça e muito bem preservada. Uma pena que choveu muito, então nem conseguimos explorar a cidade a pé.

HOTEL CASACURTA

Escolhemos nos hospedar no Hotel Casacurta, que fica bem no centro da cidade.

O hotel foi inspirado no Vale de Loire, na França. Ele foi criado pela família Casacurta em 1953, mas há alguns anos foi comprado e funciona sob nova direção. Desde então ele foi todo reformado, mas o legal é que a construção antiga foi toda preservada!

Posso adiantar que achei a decoração linda! O hotel é super aconchegante e o atendimento é impecável. Não é a toa que ele está muito bem avaliado no Trip Advisor.

Alguns outros detalhes importantes: o Casacurta é petfriendly e acessível. Além da escadaria linda, ele tem elevador para os quartos. Tem dois estacionamentos e um deles é no mesmo nível da recepção (e do elevador).

LOCALIZAÇÃO

O Casacurta fica no centro da cidade de Garibaldi, na Rua Luiz Rogerio Casacurta, 510.

Do Vale dos Vinhedos até o hotel são mais ou menos 12km de distância. Tem como ir pela estrada principal, a RS 470 ou pela Via Borghetto, uma estrada que boa parte é de chão batido, mas mesmo com a chuva foi tranquila. Essa segunda opção é uma estradinha linda que vai passar pela frente da Vinícola Milantino. Vale a pena ir por esse caminho.

Sem contar que pegamos a época da floração dos pessegueiros. ♥

RECEPÇÃO: WELCOME DRINKS

Chegamos no hotel no final da tarde de sábado (porque fomos de Porto Alegre direto para o Vale dos Vinhedos) e fomos recepcionadas com espumante rosé da vinícola Garibaldi.

O atendimento foi muito simpático e atencioso.

AMBIENTES

O hotel é bem amplo, mas aconchegante. Além do ambiente da recepção, tem alguns outros com sofás, poltronas, biblioteca, academia, piscina térmica (externa), salão de jogos e TV. Resumindo, não falta espaço para curtir o hotel e a tranquilidade da serra.

Ao lado da recepção tem um aparador com chá, biscoitos, água saborizada e café Nespresso.

Eu adorei o piso de parquet e a cor das paredes, que varia um pouco de acordo com a luz, mas é um meio termo entre menta e o oliva, quase o mesmo tom da Ladurée. ♥

Outra coisa que eu adorei e que dá pra perceber pelas últimas fotos é que todos ambientes eram bem floridos, com orquídeas de diferentes cores e espécies.

Um dos ambientes que eu mais gostei é o Salão dos Lustres, onde acontece o café da manhã e o chá da tarde. Vou postar fotos mais abaixo.

OS QUARTOS

Como nos outros ambientes do hotel, eu gostei bastante da decoração. O quarto era bem agradável e aconchegante, tinha calefação (inclusive no banheiro), ar condicionado, frigobar, cafeteira Nespresso, secador de cabelo bem potente com 2.000w de potência (isso não é comum) e muitas tomadas (sempre levo isso em consideração).

Estávamos em 4 pessoas e pegamos 2 quartos duplos. Cada quarto saiu R$ 455 e a reserva foi feita uns dois meses antes. Reservamos pelo Booking e lá só achamos uma categoria de quarto, mas olhando o site do próprio hotel vi que tem algumas opções mais em conta e outras superiores.

Ao todo são 31 quartos.

CAFÉ DA MANHÃ

O café da manhã acontece no Salão dos Lustres, um dos ambientes mais lindos do hotel.

O café da manhã era bem diversificado: pães, salgados, bolos, tortas, doces…

Acabei não fotografando tudo, mas para beber tinha água, água saborizada, sucos naturais – inclusive suco verde, iogurte, café e muitas opções de chás.

Mesa central: além de muitas opções de bebidas e frutas frescas, salada de fruta, parfait, granolas, frutas secas e geléias (sendo que algumas delas são de produção própria).

Nessa outra mesa tinha queijos, frios, salames, ovos mexidos e pão de queijo.

Achei um graça essa louça antiga! ♥

A apresentação estava impecável e tudo estava uma delícia! Eu amo café da manhã de hotel. ♥

É nesse mesmo ambiente que acontece o famoso chá da tarde do Casacurta.

HOSTARIA CASACURTA

Ouvi falar muito bem do restaurante que fica dentro do Casacurta, que mistura a sofisticação da culinária francesa com a tradição da cozinha italiana – mas sem deixar de lado a nossa serra gaúcha.

O Hostaria Casacurta é comandado pelo César Nicolini, um dos sócios do hotel e achei legal que alguns dos ingredientes são da própria horta do hotel.

Além disso, o restaurante possui uma adega com mais de 100 rótulos de vinhos locais e internacionais e um sommelier à disposição para auxiliar na escolha do vinho de acordo com o prato escolhido.

A gente acabou esquecendo de reservar com antecedência e, quando fizemos o checkin no hotel, não tinham mais mesas disponíveis para aquela noite.

CHECKOUT

Quando fizemos o checkout cada uma de nós recebeu um sacolinha do hotel com um mimo de boa viagem: uma garrafinha com água mineral, uma maçã e um cartãozinho. É um gesto tão simples, mas achei tão tão querido que só fez eu gostar ainda mais do Hotel Casacurta. ♥

Recomendo demais o Hotel Casacurta! Foi um final de semana tão agradável que eu fui embora pra Porto Alegre já querendo voltar para Garibaldi.

Mais informações aqui.

2 thoughts on “Garibaldi | Hotel Casacurta

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *