O Butiá, pertinho de Porto Alegre

O Butiá é um lugar incrível, uma antiga fazenda à beira do lago Guaíba, localizado na região metropolitana de Porto Alegre, a mais ou menos 1h da capital. Ele fica bem próximo ao Parque Estadual de Itapuã, em Viamão.

Como chegar

A fazenda fica localizada na Rodovia Frei Pacífico, 4100 – Viamão (RS). Quando se faz a reserva pelo site eles enviam um email com mais informações de como chegar.

Eu fui num sábado a tarde e demorei 1h pra ir e quase 1h30 pra voltar em função do trânsito.

Acho que não tem transporte público até lá, então o jeito mais prático é ir de carro. Há também quem vá de barco…

Caso você opte por ir de Cabify/Uber/etc, vale a pena agendar a volta, porque dificilmente eles chegam até lá e o sinal do celular não pega muito bem.

O que fazer por lá: comer e beber

É possível almoçar, fazer um pic-nic ou comer  hambúrguer no final da tarde. Não tá com fome? Eles têm baldinho com cervejas e algumas opções de vinhos/espumantes (garrafa ou taça), além de bebidas não alcoólicas.

  • O almoço tem um menu fechado com quatro etapas, com ingredientes geralmente locais/orgânicos. Ele custa R$ 130 por pessoa e tem opção de menu kids. Mais informações aqui.
  • O pic-nic funciona na parte da tarde e vem numa cesta com pães, geleias, queijos, bolo, quiches, brownie, muffin e outras coisas, além de toalha xadrez vermelha clássica. A cesta é recomendada para 2 pessoas e custa R$ 180. Mais informações aqui.
  • O hambúrguer é servido a partir das 16h e custa R$ 48 – e essa foi a minha escolha. Eu cheguei no Butiá no meio da tarde e depois de fazer o passeio de barco, pedi um burger pra curtir o final da tarde, o pôr do sol e o show do Marmota Jazz.

O Butiá, Itapuã - Rio Grande do Sul

O Butiá, Itapuã - Rio Grande do Sul

Só tinha uma opção de hambúrguer e ele tava maravilhoso: 180g de carne, pão artesanal (produção própria), queijo colonial, confit de cebola, chutney de maçã, mostarda dijon, alface, tomate e batatas bravas de acompanhamento.

Para beber nós pedimos uma garrafa de um vinho rosé de Santa Catarina. Pra conferir a carta completa de bebidas é só clicar aqui.

O que fazer por lá: atividades

Além de comer e beber, também tem também atividades em terra e na água, como passeios de barco até a Lagoa dos Patos ou trilhas no Parque Estadual de Itapuã.

  • As trilhas partem do próprio Parque Estadual de Itapuã e é preciso ir até lá de carro. O valor por pessoa é R$ 35, que é pago diretamente para o condutor ambiental local. Tem diferentes opções de horários. Mais informações aqui.
  • O passeio de barco (R$ 60) sai do próprio Butiá, tem duração de 1h e percorre algumas praias desertas, mostra o Parque Estadual de Itapuã sob uma perspectiva diferente, o limite da mata atlântica (no Sul do Brasil) até chegar na Lagoa dos Patos. Durante essa viagem de 1h ficamos cercados de natureza e lugares que marcaram a Revolução Farroupilha (20 de setembro de 1835 – 1 de março de 1845).

O barco tem capacidade para umas 6 pessoas, ele é inflável, mas tem a base rígida e todos devem usar colete salva-vidas. Tem diferentes horários de saída e nós optamos pelo das 16h30.

O Butiá, Itapuã - Rio Grande do Sul

O Butiá, Itapuã - Rio Grande do Sul

O Butiá, Itapuã - Rio Grande do Sul

Fim de tarde

O pôr do sol é um dos meus momentos favoritos do dia. Por mais clichê que seja, pra mim é sempre diferente, sempre um momento único. Aqui em Porto Alegre a gente tem sorte de poder ver o sol se pondo no Guaíba – pra mim é o principal cartão postal da cidade. ♥

No dia que eu estive no Butiá o final de tarde tava um espetáculo a parte e vimos o pôr do sol ao som da banda Marmota Jazz.

O Butiá, Itapuã - Rio Grande do Sul

O Butiá, Itapuã - Rio Grande do Sul

O Butiá, Itapuã - Rio Grande do Sul

O Butiá, Itapuã - Rio Grande do Sul

O Butiá, Itapuã - Rio Grande do Sul
Adorei o convite, Deh! ♥

O Butiá, Itapuã - Rio Grande do Sul

Informações importantes

  • Independente do programa, é necessário fazer reserva prévia. As vagas são limitadas e não é possível entrar na fazenda sem ter o nome na lista.
  • O Butiá abre aos finais de semana e feriados, mas em algumas ocasiões fecha para eventos fechados. Ele abre o ano inteiro e acho que cada estação deve ter o seu charme.
  • Leve repelente e protetor solar. Se você pretende ficar até o sol se por, indico levar uma canga para sentar no chão ou até mesmo uma cadeira de praia – embora eu tenha visto algumas espreguiçadeiras espalhadas por lá.
  • Vá com roupa e calçado confortável.
  • A água da região é própria pra banho. Fui no dia 10 de março e vi algumas pessoas na água.
  • O local é pet friendly.
  • Não é cobrado ingresso, tem uma consumação mínima de R$ 60 (exceto em dias de show, que daí o ingresso custa R$ 30 + consumação mínima de R$ 30).

Não é um programa barato, mas é um passeio incrível, daqueles que têm cara de final de semana e dão uma energia maravilhosa. E o bom é que quando estamos lá, ao ar livre, no meio de toda aquela natureza, parece que a gente tá loooonge da capital e da muvuca toda, mas na verdade estamos aqui do ladinho.

Sabe aqueles lugares que a gente vai embora já querendo voltar? O Butiá é assim! Já quero voltar pra experimentar o almoço, o pic-nic, repetir o hambúrguer e curtir mais alguns finais de tarde. ♥

3 thoughts on “O Butiá, pertinho de Porto Alegre

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *