Quase tudo sobre a Guarda do Embaú

No último Carnaval, em fevereiro desse ano (2017), eu aluguei uma casa na Praia da Pinheira com umas amigas. Mesmo a casa sendo bem próxima do mar nós passamos a maior parte do tempo na Guarda do Embaú, que fica a uns 3 ou 4km de distância.

Eu gosto muito de lá e tenho boas recordações de infância nessa praia. De lá pra cá muita coisa mudou, mas o lugar ainda permanece bem rústico, com vários artesãos locais e muitos ~hippies.

A Guarda do Embaú

Segundo o Wikipedia e os nativos da região, o nome da praia surgiu pelo fato de que há séculos atrás um navio naufragou na região e os piratas (que estavam nesse navio) enterraram todo o tesouro em baús por essa costa. Não me falaram nada sobre a descoberta do tesouro, mas acho que a lenda acabou ficando conhecida e daí surgiu o nome Guarda do Embaú.

Pesquisando na internet vi que a população local é de somente 400 pessoas e fiquei chocada! Tentei buscar esse dado no site do IBGE, mas não achei.

Como chegar

A Guarda do Embaú é uma praia localizada no município de Palhoça, no estado de Santa Catarina, a 46km ao sul de Florianópolis e a + ou – 420km de Porto Alegre, Rio Grande do Sul.

Pra chegar lá, partindo de Porto Alegre, é só pegar a BR 101 e pegar a entrada que tem passando o pedágio de Paulo Lopes, antes de chegar em Palhoça. Tem bastante sinalização, então é tranquilo.

Depois que você sai da BR tem uma estrada, que boa parte é de paralelepípedo, de uns 5km até chegar em um trevo. Nesse momento você pega a estradinha que tem a direita em em 1,5km você está na Guarda do Embaú.

Eu não tenho certeza quais companhias de ônibus fazem essa viagem partindo de Porto Alegre, mas sei que na baixa temporada os ônibus param na faixa. De Florianópolis pra lá tem como ir de Paulo Tur.

Da Pinheira até a Guarda são uns 3 ou 4km de distância. Tem como ir de carro, de ônibus de linha e até mesmo a pé – pela estrada ou por trilhas.

Estrutura

Como comentei no início do post, com o passar dos anos a Guarda do Embaú seguiu com o seu estilo hippie e rústico, mas hoje é possível encontrar muito mais opções de pousadas e outras facilidades, como bares, lojas, restaurantes, padaria e supermercado com boas opções (Supermercado Santos, mesma rede que tenha na Praia da Pinheira). O centrinho é bem pequeno, mas dá pra fazer tudo a pé.

Não lembro de ter visto posto de gasolina, mas naquela mesma estrada que liga a Guarda do Embaú à Pinheira e a BR 101 tem o Auto Posto Pinheirão, a uns 2km do centrinho da Guarda.

Informações turísticas: tem uma barraquinha de informações turísticas bem na frente do rio e dos barquinhos, mas estive lá na alta temporada e estava fechada. Na dúvida, pergunte a um local.

Lojas

A maioria vende souvenir, canga, moda praia, bolsas, chapéu… Tem algumas locais que são bem legais (rimou) e a que eu acho mais legal é a Made in Guarda, que existe desde 2004 e além de utilizar materiais diversificados, como tecidos orgânicos e feitos a partir do bambu, busca tecnologias e ações de incentivo à conscientização e preservação do meio-ambiente. Além de lá, eles também têm lojas em Garopaba, Praia do Rosa e na Lagoa da Conceição (em Floripa).

Endereço: Rua Geral da Guarda do Embaú, s/nº

Hospedagem

Eu nunca fiquei hospedada na Guarda, sempre fiquei na Pinheira. Sorry não ter dicas, mas se alguém tiver me avisa. Hoje em dia a Guarda tem, além dos campings, muitas opções de pousadas e casas pra alugar – inclusive no Airbnb.

Uma das pousadas mais famosas é a Zulu Land, do ator/modelo/pescador Zulu. Um dos motivos da praia ter ficado mais conhecida, há uns bons anos, foi o fato dele ter revelado que tinha uma casa lá. Eu não conheço, mas vi outras pousadas que pareciam bem legais por lá.

Bares e restaurantes

Como eu passava o dia na praia eu acabei comendo mais as opções que tinham nas barraquinhas da faixa de areia, como por exemplo, milho, açaí, pastel e por aí vai. Amo essa gastronomia praiana, haha. Não sei se em todas têm pagamento com cartão, mas nas duas que eu fui eles aceitavam.

Guarda do Embaú

Guarda do Embaú

Mas tem um restaurante que eu já conhecia e voltei dessa vez porque eu tinha curtido muito: Big Bamboo.  O lugar existe desde 2002/2003, é bem rústico, de frente pro Rio da Madre e a decoração é bem legal. Pelo que a garçonete nos falou, tudo o que tem no restaurante você pode comprar, desde a decoração, mobiliário e até alguns temperos e molhos.

Eu já tinha ido lá em 2014 e tinha pedido um escondidinho de camarão com peixe que tava maravilhoso.

Dessa vez eu acabei pedindo uma porção de camarão, que veio servido numa telha (amei) e uma porção de pastelzinho.

Camarão à milanesa é vida
Camarão à milanesa é vida

Infelizmente eu tava sem a câmera e não tenho fotos que fazem jus ao restaurante.

Endereço: Rua Candida Maria dos Santos, 48

Pra conferir o cardápio é só clicar aqui.

Um lugar que eu não fui, mas que parece legal e vai ficar pra próxima é o Butiquin Wollstein. O bar é de Blumenau, mas abriu uma filial na Guarda.

Endereço: Rua Hercílio Nicolau dos Santos, 10

A praia, o mar e o rio

Finally! Chegamos na melhor parte do post! 🙂

Para ter acesso à praia é necessário atravessar o Rio da Madre.  Dependendo da maré/correnteza é possível fazer a travessia a pé, com a água pela canela/joelho/cintura/cabeça ou então de barco, que é a opção mais legal.

No mapa abaixo dá pra entender melhor:

Mapa Guarda do Embaú
Fonte: Google Maps

Legenda: 1) Local de partida dos barcos. 2) Local de ~chegada dos barcos. 3) Praia, oceano. É por aqui que eu fiquei. 4) Rio da Madre, onde dá pra tomar banho e praticar esportes.

Na alta temporada saem vários barcos por minuto, até por que demora menos de 5min pra chegar até a faixa de areia da praia. Já estive lá na baixa temporada (início de abril) e também tinha barcos, mas não sei como funciona no inverno.

Guarda do Embaú

Guarda do Embaú

Cada trecho custa R$ 3,00 e o pagamento é feito no ato, em dinheiro.

Na alta temporada tem diversas opções de barraquinhas que vendem comida e que alugam cadeira de praia, guarda sol, além de pranchas pra stand up paddle e caiaque.

Por ter essa estrutura e ter que atravessar o rio (mesmo que rápido) eu acho que vale a pena passar o dia na praia. De manhã dá pra ficar na praia, curtindo o mar, de tarde dá pra ficar no rio, mais tranquilo.

Areia clara e fina + água cristalina = combinação perfeita. Pegamos dias perfeitos de praia! Quando chegávamos lá de manhã o Rio da Madre tava com cor de rio, mais escura. Depois do almoço a cor do rio foi ficando cristalina, como se fosse mar, mas sem ondas. Tava maravilhoso!

Guarda do Embaú

Guarda do Embaú

O mar tem ondas e rola surfar, demora até chegar na parte mais funda. Não sei se fui clara, mas dá pra ver pelas fotos. Quanto mais pro lado de Siriú ou Garopaba (mais pro Sul), mais ondas e menos tranquilo é o mar.

Guarda do Embaú

Guarda do Embaú

Total achômetro meu, mas acho que de manhã a correnteza do rio invade o mar e um determinado no momento a maré vai subindo e o mar toma conta do rio.

Essa foto abaixo mostra como a água do rio tava mais escura…

Guarda do Embaú
Rio da Madre, quando água tava mais escura

E nas fotos abaixo ela tá clarinha e cristalina. ♥

Guarda do Embaú

Guarda do Embaú

Guarda do Embaú
Rio da Madre com a água mais clara, no meio da tarde

E mais pro final da tarde a água foi escurecendo de novo. Essas fotos abaixo foram tiradas enquanto a gente fazia uma trilha que costeia o rio e vai até a Prainha.

Guarda do Embaú

Guarda do Embaú

Guarda do Embaú

A foto abaixo é a única que eu não tirei nessa temporada e se eu não me engano ela é de 2008.

Guarda do Embaú
Golden hour

Trilhas

Tem algumas opções bem legais por lá e eu vou falar mais sobre isso no próximo post. Uma delas eu já comentei aqui no blog, é a Trilha da Praia do Maço, no Vale da Utopia. Pra ler é só clicar aqui.

4 thoughts on “Quase tudo sobre a Guarda do Embaú

  1. Lamentavelmente o Wollestein Bistro de Blumenau ira fechar as portas apos esta Semana Santa, segundo informou seu dono. Provavelmente retornara ao local o tradicional Larica. Uma opçao de aventura diferente e alugar uma canoa tipo canadense borda alta e remar rio Da Madre. acima ate a lagoa, defronte quase a praia da Gamboa. Vale pela paisagem.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *