Cambará do Sul | Cânion Fortaleza

Há muito tempo eu estava querendo conhecer o Cânion Fortaleza. Quando fui pela primeira vez pra Cambará do Sul, em 2011 ou 2012, eu tinha visitado apenas o Cânion do Itaimbezinho.

Cambará do Sul é a cidade referência pra conhecer qualquer um dos cânions da região. Pra saber mais sobre o destino é só ler o post anterior, onde reuni dicas de como chegar, quanto tempo ficar, quando ir, onde se hospedar e outras informações gerais sobre os parques. Pra ler é só clicar AQUI.

A viagem

Em um domingo aleatório de julho eu fui com mais 3 amigas pra Cambará do Sul. Saímos cedo de Porto Alegre e seguimos viagem pela RS 116 + RS 239 + RS 020 (Canoas, Sapiranga, Taquara e São Francisco de Paula) até chegar em Cambará do Sul.

estrada-para-cambara-do-sul

A cidade é bem pequena e o primeiro lugar que paramos foi a Casa do Turista, onde não nos deram nenhuma informação e o banheiro estava estragado. Lá mesmo nos indicaram uma padaria no centro da cidade, bem na avenida principal. É importante ir no banheiro nesse momento porque como comentei no post anterior, o Parque Nacional da Serra Geral não tem infraestrutura, apenas um banheiro precário na entrada.

Cânion Fortaleza | Parque Nacional da Serra Geral

De Cambará do Sul até o parque são mais ou menos 18km, sendo os 9km finais é chão batido e pedra, ou seja, tem que ter paciência e ir devagar, na manha, principalmente se você não estiver em uma 4×4.

O parque foi criado em 1992 e é administrado pelo ICMBio (Instituto Chico Mendes de Conservação e Biodiversidade), órgão vinculado ao Ministério do Meio Ambiente. A entrada é gratuita, assim como o estacionamento.

O Cânion Fortaleza tem aproximadamente 7,5 km de extensão e em alguns pontos ele chega a ter 900m de altura. É possível fazer três diferentes trilhas: Mirante  do Fortaleza (3,2km), Cachoeira do Tigre Preto (2km) e Pedra do Segredo (2,7km). Essas distâncias são contadas a partir do estacionamento e incluem ida + volta.

Tem como contratar guias, mas essas trilhas são bem tranqüilas e sinalizadas.

Cânion Fortaleza

// Trilha do Mirante

Nessa trilha é possível enxergar 95% do Cânion Fortaleza e, em dias de céu azul, dizem que dá pra ver Santa Catarina e o litoral gaúcho. O dia que nós fomos estava lindo, mas com muitas nuvens – que não chegaram a prejudicar a vista do cânion. Acho que vai muito na sorte, igual o Cristo Redentor, no Rio. Tá tudo lindo e maravilhoso, mas questão de minutos já fica tudo branco coberto por nuvens.

A Trilha do Mirante tem 3,2km (ida e volta, subindo e descendo), mas pra quem não tem condições de fazer o percurso e quer sentir o clima do lugar dá pra ir apenas até a borda do cânion, que fica a 500m de distância do estacionamento e o trajeto é praticamente plano.

canion-fortaleza-cambara-do-sul-2

A subida até o topo não é muito íngreme e com obstáculos, mas é cheia de pedrinhas no chão – o que exige um certo cuidado.

Cânion FortalezaNão lembro quanto tempo demoramos para subir até a parte mais alta, mas ficamos parando para tirar mil fotos, vídeos, foto da foto e por aí vai.

canion-fortaleza-cambara-do-sul-11

canion-fortaleza-cambara-do-sul-10

canion-fortaleza-cambara-do-sul-14

canion-fortaleza-cambara-do-sul-6

Cânion Fortaleza

canion-fortaleza-cambara-do-sul-4

dsc03773

Do estacionamento até o topo tu começa a entender a dimensão e a grandiosidade do cânion! Pra qualquer lado que tu olha a paisagem é maravilhosa e dá vontade de ficar horas admirando aquela vista incrível.

E na verdade foi mais ou menos isso o que fizemos. Ficamos um bom tempo lá no topo,  conversando e fazendo pic nic.

canion-fortaleza-cambara-do-sul-8
Dica: não se aproxime das bordas do cânion. Faça o que digo, não faça o que eu faço.

Cânion Fortaleza

Ficando um tempão curtindo a primeira trilha e acabamos deixando as outras duas para uma próxima vez. De qualquer forma pesquisei sobre.

Trilha da Cachoeira do Tigre Preto
Ida e volta dá 3km e nela é possível observar 10% do Cânion Fortaleza e as três quedas d´agua da Cachoeira do Tigre Preto. É importante ir com um calçado adequado e confortável, porque antes de enxergar essa cachoeira é precisar por cima dela.

A queda d’água têm 400m de altura e seguindo adiante chega-se na trilha da Pedra do Segredo.

Trilha da Pedra do Segredo
Essa trilha é a continuação da anterior e o seu nome é devido a pedra que tem uma formação bastante curiosa. Formada por um bloco monolítico de aproximadamente 5m altura e umas 30 toneladas, ela está equilibrada em uma base de 50cm.

Itaimbezinho ou Fortaleza?

Se você tiver tempo, os dois! Eu tinha gostado do Itaimbezinho, mas o Fortaleza é ainda mais incrível e grandioso! Inclusive indico ir primeiro no Itaimbezinho e depois no Fortaleza, porque acho que assim as expectativas vão aumentando e não rola decepção.

Vale muuuito a pena dedicar um final de semana ou até um único dia (que foi o meu caso) pra fazer esse passeio, ainda mais tão perto e acessível da capital e outras tantas cidades do Rio Grande do Sul e de Santa Catarina. Os únicos gastos foram um pedágio na ida e R$ 20 de gasolina por pessoa (ida and volta), ou seja, é só economizar um drink no happy hour e ir conhecer Cambará do Sul! ♥

3 thoughts on “Cambará do Sul | Cânion Fortaleza

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *