Irlanda do Norte | Giant’s Causeway

Tem gente que confunde Irlanda com Irlanda do Norte, achando que é tudo a mesma coisa, mas não é. A Irlanda foi dividida em dois e desde então uma parte passou a ser chamada de Irlanda do Norte e seguiu pertencendo ao Reino Unido e a outra parte se tornou independente e em 1937 passou a ser chamada de República da Irlanda (ou Eire). A Irlanda do Norte é o único país que pertence ao Reino Unido e não está na Grã-Bretanha. E uma coisa importante de lembrar pra quem viajar pra lá é que a moeda local é libra/pound.

Agora que estamos todos alinhados…

Em janeiro de 2011, quando eu morava em Dublin (e a neve já tinha ido embora) alguns amigos e eu alugamos um carro e decidimos passar o dia na Irlanda do Norte. O objetivo era conhecer dois lugares: Giant’s Causeway, também conhecida como Calçada dos Gigantes Carrick-a-Rede Rope Bridge (que vou falar num outro post).

De Dublin para Belfast, capital da Irlanda do Norte, são + ou – 260km de distância. Tem como fazer essa viagem de avião, de ônibus, de trem, de barco, Day Tour (já comentei no post de Galway + Cliffs Of Moher que algumas agências de turismo no centro de Dublin oferecem esses passeios), mas optamos por alugar um carro porque estávamos em 4 pessoas e, além de sair mais barato do que as outras opções, tínhamos a liberdade de ir e vir, sem correria, etc e tal. Sem contar que partindo de Dublin (exceto pelo Day Tour) você tem que ir até a capital e de lá pegar outro transporte para os dois destinos que queríamos conhecer.

A única coisa que me arrependo foi de ter feito esse bate e volta num dia. Se fosse hoje eu ficaria pelo menos uma noite em Belfast (que eu conheci mais assistindo o seriado The Fall do que quando fui lá).

Saímos de Dublin cedinho, seguimos no sentindo norte pela M1 + M2 e em mais ou menos 3h chegamos no nosso primeiro destino do dia.

Giant’s Causeway

Também é conhecida como “A Calçada dos Gigantes”. Ela fica localizada na costa da Irlanda do Norte, a uns 3km da vila de Bushmills, no condado de Antrim. Desde 1986 é declarada como Patrimônio da Humanidade pela Unesco e desde 1987 como Reserva Natural.

Há várias lendas sobre o lugar e a que eu mais ouvi/li foi uma que envolve inclusive o nome Giant’s Causeway (que significa “A ponte do Gigante”). Essa lenda diz que existiam dois gigantes que eram inimigos e dominavam a Irlanda e a Escócia, mas eram separados pelo Canal do Norte (o estreito que separa os dois países). Na época o gigante escocês desafiou o irlandês – sem saber que ele era um gigante muito maior. Quando o gigante irlandês descobriu isso a esposa dele sugeriu que ele usasse um disfarce de bebê, pare que o gigante escocês pensasse “se o bebê-gigante é grande assim, imagina como é o gigante-pai?” – e deu certo, o gigante escocês ficou assustado com o que viu e voltou rapidamente para a Escócia, destruindo a tal ponte de pedras que supostamente existia e evitando que o gigante irlandês fosse atrás dele. Essa lenda tem um plus: as pedras que o gigante escocês foi destruindo quando fugia rapidamente para o seu país acabaram ficando pelo caminho, inclusive na pequena ilha escocesa chamada Staff – que tem uma caverna incrível com colunas bem semelhantes. Whaaaaat? Adoro ler essas lendas, haha.

A explicação geológica é tão interessante quanto. Dizem que há mais de 60 milhões de anos houve uma erupção vulcânica que, a medida que a lava foi esfriando em contato com o mar gelado do norte ela solidificou e cristalizou, criando mais de 40 mil colunas – muitas delas hexagonais – e formando essa paisagem maravilhosa.
Giants Causeway

Giants Causeway

Giants Causeway

Giants Causeway

Tks pela foto, Budu! ♥
Giants Causeway

Giants Causeway

Giants Causeway

Giants Causeway

Giants Causeway

Giants Causeway

Giants Causeway

Giants Causeway

Giants Causeway

Giants CausewayCuriosidade: Li em algum site que Calçada dos Gigantes ficou mais conhecida e “famosa” depois que a banda Led Zeppelin lançou o álbum (Houses of the Holy, 1973) com uma imagem das colunas na capa.

O lugar é incrível e vale muito a pena visitar (e ficar pelo menos uma noite) se você estiver pela Irlanda, Irlanda do Norte, Escócia e ou região. ♥

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *