Algumas das váaarias coisas legais em NYC são os mercados e feiras de comida. Acho ótimo que, além da variedade de coisas boas pra comer, tem opções ao ar livre, indoor e que agradam diferentes “bolsos”. Outra coisa legal é que ajuda a deixar claro que EUA não é feito só de junk food, como muitos pensam (consumi muito mais orgânicos lá em 12 dias do que aqui no Brasil, em um ano).

Fiz uma listinha de lugares bem bacanas, como por exemplo, Chelsea Market, Eataly, Gansevoort Market, Madison Square Park Conservancy, Smorgasburg e Union Square Greenmarket. Vou dividir em diferentes posts, e nesse primeiro vamos falar dos mercados.

Chelsea Market

Uns dizem que fica localizado no Chelsea, outros dizem que é no Meatpacking (♥), mas o que eu posso dar certeza é que fica pertinho do Hudson River, do Highline (♥) e na frente da sede do Google.

O Chelsea Market funciona na antiga fábrica da Nabisco (National Biscuit Co.) e é um mercado que une padaria, boulangerie, frutos do mar, ingredientes, temperos e diversos restaurantes. Além disso, também tem algumas lojas de roupas/acessórios e muitos utensílios pra casa/cozinha (vontade de levar tudo).

É bem interessante que preservaram boa parte da estrutura da fábrica. Acho que dá todo um charme os tijolinhos a vista e o clima de indústria. Por ser todo fechado é uma boa opção de programa pro dia que tiver frio e ou chovendo.

Eu fui 2x lá, uma no verão (a trabalho) e outra no outono, um pouco antes do Halloween – tinha muitas abóboras pelos corredores do mercado, assim como em toda a cidade.

Chelsea Market

Chelsea Market

Chelsea Market

Chelsea Market

Chelsea Market

Chelsea Market

Chelsea Market

Foi difícil escolher um lugar pra almocar, mas optei pelo Lobster Place, por ser algo diferente e por eu ter lido alguns comentários.

Pedi take away (não tinha mesa) e comi no balcão lá dentro mesmo. Escolhi o Lobster Roll (US$ 16.95 em 2015), que vem num pão tipo de cachorro quente (levemente aquecido) com lagosta, alface e uma maionese com limão.

Chelsea Market

Isso fazia parte de um combo que vinha também com bebida, batata chips e um cookie de chocolate com sal.

Eu achei o Lobster Roll bem diferente, mas interessante. A única coisa que fiquei meio decepcionada é que eu esperava que a lagosta viesse quente, mas valeu a experiência!

Ah! No Chelsea Market também vende as nécessaires superlegais da Pamela Barsky. Dá pra conhecer o trabalho dela aqui e aqui.

Endereço: 75 9th Avenue (entre 15th e 16th) | Horário: Segunda à sábado: 7h – 21, domingo: 8h – 20h.

Mais informações aqui.

Eataly

O primeiro Eataly nasceu em Turim (Itália) em 2007, com o conceito “a vida é muito curta pra não comer”, frase que eu concordo 100%. A ideia inicial era reunir em um único lugar os melhores produtos italianos, com o objetivo de democratizar o acesso a esses itens, ou seja, não é exatamente um mercado ou uma feira, mas é um complexo com foco na (boa) comida italiana (pra consumir no local ou levar pra casa). Hoje existe Eataly em algumas cidades da Itália, dos Estados Unidos, no Japão, em Dubai, Istanbul e o mais recente de todos, no Brasil (São Paulo), que eu ainda não fui, mas tô curiosa pra conhecer.

O Eataly de NYC (e teoricamente dos outros lugares, porque dizem que segue um padrão) é um espaço com opções de cursos práticos, eventos, muitos vinhos, ingredientes variados, utensílios pra cozinha, quiosques e restaurantes – tudo isso em uma estrutura fechada (embora tenha um rooftop) e bem localizada em frente ao Madison Square Park. Assim como o Chelsea Market, o Eataly também é uma boa opção de programa pra dias chuvosos e frios.

Eataly NYC

Eataly NYC

Eataly NYC

Eataly NYC

Eataly NYC
“A vida é muito curta para não comer bem”

Eataly NYC

Eu fui no horário do almoço e os restaurantes estavam todos bem cheios e com filas, daí acabamos optando por comer no La Piazza, que é um ambiente com bares e alguns balcões, pratos mais simples e com maior rotatividade.

Eataly NYC

Eataly NYC

Pedimos uma tábua de frios (e alguns acompanhamentos) e achei bem servida. Tava tudo uma delícia e foi o suficiente pra duas pessoas – até porque eles ficavam repondo o pão. Não lembro exatamente o preço da tábua, mas era um pouco menos de US$ 20 (em 2013).

Eataly NYC

Eataly NYC

Adorei o ambiente do Eataly por vários motivos, mas o legal é que, mesmo cheio, é um lugar aconchegante. Além disso, dá muita vontade de comprar mil ingredientes e cozinhar. ♥

Na época que eu fui o Nutella Bar tava fechado, senão eu teria conhecido com certeza.

Endereço: 200 5th Ave. | Horário: diariamente a partir das 10h (exceto o Caffè Lavanzza, que é diariamente a partir das 8h).

Mais informações aqui.

Gansevoort Market

Pra encerrar a primeira parte do post, tem o Gansevoort Market, localizado no Meatpacking – bem no início do Highline, pertinho do Chelsea Market e do Whitney Museum (que eu não fui, mas tá na wishlist). Infelizmente não conheci esse mercado porque inaugurou há poucos meses, mas vi algumas fotos e parece ser lindo! Já foi pra minha listinha! ♥

Endereço: 52 Gansevoort St | Horário: diariamente das 8h às 21h.

Mais informações aqui.

3 Respostas para “NYC | Chelsea Market, Eataly e Gansevoort Market”

  1. Isadora Andrade says: 11/08/2015 at 09:38

    Demais! Vou guardar esse post pra quando eu realizar meu sonho de conhecer NY, hehe 🙂

  2. Quase tudo sobre Nova York - Meu mapa-múndi says: 11/06/2017 at 22:49

    […] Chelsea Market, Eataly e Ganservoot Market […]

  3. 13 mercados gastronômicos pra conhecer em Nova York - Meu mapa-múndi says: 08/02/2019 at 22:21

    […] um bom tempo eu fiz um post sobre alguns mercados gastronômicos de Nova York, mas alguns anos se passaram, eu voltei para NYC e conheci novos […]

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.

You may use these <abbr title="HyperText Markup Language">html</abbr> tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*